Telefonia fixa tem queda mensal de assinantes de 1% em agosto

Foto: Stefan Kuhn/Pixabay

O mês de agosto encerrou com mais uma queda do número de assinantes do serviço de telefonia fixa. Comparado com o mês de julho, o número do mês de agosto foi 1% menor, totalizando 30,9 milhões linhas ativas. Comparado com agosto de 2019, a diferença é de 12,1%. Uma medida de redução mensal de 1%.

Os dados publicados pela Anatel nesta segunda-feira, 5, mostram ainda que a região Sul foi onde o número de acesso ao serviço mais sofreu queda. Comparado com o mês anterior, a redução foi de 1,4%. Mas quando observados os dados anuais por região, a maior retração anual foi na região nordeste. Comparado com agosto de 2019, o Nordeste teve queda de 14,7%.

As concessionárias e as autorizatárias estão quase no mesmo número de acessos. A primeira, fechou o mês de agosto com 16,639 milhões de acessos dos serviços. Já as autorizatárias, com 14,429 milhões. Mas os dados da Anatel apontam que a queda maior está no número de acessos das concessionárias. Entre abril e agosto de 2020, as concessionárias cairam de 17,261 milhões de assinaturas de telefonia fixa para 16,639 milhões. No mesmo período, as operadoras que ofertam o serviço por autorização também apresentam queda, mas em número menor: sairam de 14.877 milhões de linhas ativas em abril para 14.247 milhões em agosto.

Densidade

Em agosto, a densidade de acessos do serviço a cada 100 habitantes ficou em 43,7 linhas. O estado com maior densidade de acessos a cada 100 habitantes é o Espirito Santo, com 36,33; e o menor é o Maranhão, com 11,57 linhas a cada 100 habitantes.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

I accept the Privacy Policy

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.