Oi recebe autorização para nomear COO

O conselho de administração da Oi recebeu autorização do juiz Fernando Viana, da 7ª Vara Empresarial do Rio de Janeiro, para nomear um chief operational officer (COO). No cargo de diretor estatutário sem designação específica, o executivo ficará subordinado ao diretor presidente da empresa, Eurico Teles. A companhia afirma em comunicado enviado à Comissão de Valores Mobiliários (CVM) nesta quinta, 5, que tomou conhecimento da decisão do magistrado "no âmbito de incidente em segredo de justiça". 

Até o momento, o conselho da Oi ainda não elegeu um profissional para ocupar a posição. Para se tornar efetiva, a nomeação precisará passar pelo próprio Juízo da recuperação judicial e pelo Ministério Público do Rio de Janeiro.

O COO será responsável pela operação do core business da Oi. Isso abrange as áreas de planejamento e desempenho operacional, centro de gerenciamento de rede (CGR), logística, infraestrutura, serviços a clientes, engenharia, sistemas, digital, atendimento a clientes, planejamento e qualidade e varejo e empresarial. Também ficará responsável pelo marketing de varejo e empresarial, ouvidoria e atendimento. 

O comunicado foi uma resposta a ofício da CVM pedindo esclarecimentos sobre informações de reportagem do jornal Valor Econômico, que afirma que o juiz Fernando Viana teria homologado nesta semana um plano de transição para a troca de comando da Oi, com um novo CEO (com o nome do atual membro do conselho, Rodrigo Abreu, como o mais cotado) assumindo lugar de Eurico Teles. Junto com o novo COO, Teles iria trabalhar por alguns meses na transição antes de o executivo deixar o cargo. Na resposta à Comissão, contudo, a operadora não confirmou a autorização para troca de comando, mas apenas a nomeação de um novo COO. 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.