5G não vai gerar aumento imediato no investimento das teles, avalia Ericsson

Mesmo com o leilão de frequências 5G previsto para o primeiro semestre de 2020, um incremento substancial nos aportes das operadoras brasileiras não deve ser percebido já no ano que vem. Essa é a avaliação da Ericsson, que aposta primeiro em um remanejamento do investimento hoje aplicado em 2G e 3G para a tecnologia de quinta geração.

"Eu não acredito em um capex adicional das operadoras [já em 2020]", afirmou o presidente para Latam Sul da Ericsson, Eduardo Ricotta, após demonstração 5G realizada pela TIM nesta quarta-feira, 5, em Santa Rita do Sapucaí (MG). "Vai ter um incremento que não é muito grande, mas em linha com o que já está acontecendo. O que vai ocorrer é que provavelmente [o investimento] vai parar completamente no 2G e 3G, diminuir um pouco no 4G e ser mais direcionado para o 5G".

"Ainda assim, se você pegar o bolo total, vai ser muito similar ao que temos hoje. Por isso a importância de um leilão 5G não arrecadatório, pois o capex do setor deve continuar praticamente fixo", completou o executivo. Em 2018, os investimentos das operadoras brasileiras cresceram após três anos de recuo e somaram R$ 29,9 bilhões.

Conforme apontado recentemente pela consultoria Gartner, os aportes em infraestrutura 5G em todo o mundo devem quase dobrar em 2020 na comparação com 2019, em acréscimo de 89%. Mesmo assim, o investimento total do setor de telecomunicações deve se manter praticamente estável.

Lei da Informática

A este noticiário, Ricotta também avaliou como incerto o cenário para a readequação da Lei da Informática – que precisa ser concluída até o primeiro dia de 2020, conforme determinação da Organização Mundial do Comércio (OMC) após condenação do programa ano passado. "O cenário ainda está muito indefinido, mas já colocamos nossa proposta de apoiar o desenvolvimento de software", afirmou o executivo. Nesta semana, um projeto de lei que traz adequações necessárias para a política de incentivo fiscal foi apresentado na Câmara, uma vez que a medida provisória prometida pelo governo para resolver o impasse ainda não foi publicada.

* O jornalista viajou a Santa Rita do Sapucaí a convite da TIM

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.