Orçamento para cabo submarino está garantido até 2016

O recente anúncio de corte no orçamento Federal, incluindo R$ 4,6 bilhões do Programa de Aceleração de Crescimento (PAC), não afetou a construção da rota da joint-venture entre Telebras e IslaLink que ligará Brasil e Europa, segundo o secretário-executivo do Minicom, Luiz Azevedo. "Por enquanto não afetou, ainda temos garantia orçamentária para o cabo submarino para este ano e 2016; para o ano que vem (a discussão para orçamento de 2017) ainda é um tema em debate", disse, garantindo também que o satélite geoestacionário de defesa e comunicação brasileiro (SGDC) também contará com recursos no período. "Estamos em fase de concertação em torno do projeto de banda larga, que é outra meta e demanda mais investimentos pesados", contou, referindo-se ao programa Banda Larga Para Todos.

Azevedo explica que a discussão é urgente, já que tanto o plano plurianual quanto a Lei do Orçamento "está com prazo em cima para ser enviado ao Congresso". Ele espera que nesta semana já comecem os diálogos, para que na próxima semana o Ministério já tenha um esboço do que é possível "em fase das dificuldades de tributação", além de definir o que será possível para os próximos anos. "Acho que poderemos ter investimentos mais pesados em 2017, 2018 e 2019, será crescente em função da recuperação da capacidade", aposta.

O secretário-executivo falou com jornalistas após debate no primeiro dia da ABTA 2015 nesta terça, 4, em São Paulo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.