Comissão aprova indicação de Alexandre Cordeiro para presidência do Cade

A Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) do Senado aprovou o nome de Alexandre Cordeiro Macedo para a presidência do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade). Agora, o nome de Alexandre Cordeiro deverá ser aprovado pelo plenário da casa. O relator do processo de indicação de Cordeiro foi o senador Ciro Nogueira (PP-PI)

Durante sua sabatina, Alexandre Macedo destacou o papel do Cade em atuar nos casos de monopólios que abusam de sua posição dominante. Ele acredita que a entidade tem que agir dentro dos limites da legislação, observando um bom funcionamento de mercados competitivos.

Cordeiro disse que a órgão tem uma preocupação com economia digital. "Nos preocupa como essas empresas big techs se tornaram gigantes. O Cade tem ferramentas que podem segurar essa concentração, mas dentro de aspectos regulatórios", afirmou.

Notícias relacionadas

Um outro ponto dito por Alexandre Macedo disse foi sobre as atuais discussões dos limites de uma autoridade antitruste. "Hoje o mundo discute os limites de uma autoridade antitruste. Há posições que defendem a tendência de que as autoridades antitruste devem trazer para sua análise questões sociais. Aqui, estamos sendo um pouco mais ortodoxos sobre isso. Não que essas questões não sejam importantes, mas isso pode ser tratado por outras entidades", disse Cordeiro.

Alexandre Macedo atualmente exerce a função de Superintendente-Geral (SG) do órgão. Seu mandato na SG encerra em outubro e sua indicação contou com o apoio do senador Ciro Nogueira (PP-PI), sendo mais um aceno do presidente Bolsonaro ao Centrão.

Atualmente no Cade, tramitam processos importantes envolvendo o setor de telecomunicações, como análise da compra da Oi Móvel pela Claro, TIM e Vivo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.