Amazon pede na FCC outorga para 3,2 mil satélites de baixa órbita

Foto: Pixabay

A Amazon protocolou na Federal Communications Commission (FCC) um pedido de licença para lançar 3.236 satélites de baixa órbita (ou LEO, na sigla em inglês), que farão parte da constelação planejada pelo conglomerado norte-americano. Batizada como Projeto Kuiper, a iniciativa deve marcar a entrada da empresa no agitado mercado global de banda larga via satélite.

A aprovação do regulador de telecomunicações dos EUA é necessária para o andamento do projeto. No começo de abril, a Amazon já havia protocolado o pedido de licença para os artefatos na União Internacional de Telecomunicações (UIT), que coordena a atividade em nível global. Poucos detalhes sobre o Projeto Kuiper foram divulgados até o momento pela empresa: em conferência no mês passado, o fundador da Amazon, Jeff Bezos, se limitou a afirmar que "múltiplos bilhões em capex" serão necessários.

Também fundada por Bezos, a companhia aeroespacial Blue Origin ainda não foi confirmada como parceira no Projeto Kuiper, ainda que já tenha contrato para lançar satélites LEO de operadores como a Telesat. Outros players concorrendo no mesmo circuito são a SpaceX, que lançou 60 artefatos do gênero em maio; e a OneWeb, que iniciou os lançamentos de sua constelação de baixa órbita em fevereiro.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.