Vivo transmitirá amistosos da Seleção para base móvel

A Vivo e a CBF oficializaram nesta segunda-feira, 5, parceria para a transmissão over-the-top dos dois próximos amistosos da Seleção Brasileira de futebol para toda a base móvel da operadora. O acordo prevê a transmissão gratuita para potencialmente toda a base de 74 milhões de clientes tanto pela rede móvel (com autenticação automática e com cobrança normal de franquia de dados) como por Wi-Fi (com autenticação por base em PIN enviado por SMS). O streaming será efetuado no site www.vivofutebol.com.br compatível com qualquer smartphone, tablet ou computador, ou pelo aplicativo Vivo Futebol, disponível para iOS e Android.

De acordo com o vice-presidente de inovação e estratégia digital da Telefônica/Vivo, Ricardo Sanfelice, a parceria reforça a iniciativa da tele em focar no vídeo como um dos pilares de estratégicos. "O que chama atenção no caso é que a gente acredita muito que a tele do celular é um veículo importante para entregar conteúdo", declara. "E (as partidas) vão acontecer em dias de semana, das 7h às 9h da manhã, que é quando as pessoas estarão em deslocamento para a escola ou escritório", avalia.

A operadora ressalta que, apesar de já ter parceria com a CBF há 12 anos, o streaming de partidas da Seleção por uma operadora é um feito inédito. Sanfelice garante que a rede da empresa está preparada para a eventual sobrecarga no tráfego pelo streaming. "Já temos vários serviços de vídeo, temos da NBA, que obviamente tem demanda menor, mas é super intensivo também", diz. A Vivo não efetuou nenhuma adaptação especial no backbone para isso, uma vez que a infraestrutura já é pensada com suporte aos dados e vídeo, de acordo com o vice-presidente.

Talvez até por ser uma iniciativa inédita para operadoras, a Sanfelice afirma ser difícil falar em estimativa de audiência, mas reforça que a expectativa é de "agregar muito valor" aos clientes que estiverem em movimento durante os dias das partidas. Vale lembrar que a CBF efetuou parcerias para a transmissão tradicional com a TV Brasil e a TV Cultura.

A transmissão em si ficará a cargo da CBF. O narrador será Nivaldo Pietro, com os ex-jogadores Pelé e Denilson como comentaristas. O primeiro jogo será contra a Argentina nesta sexta-feira, 9, às 7h05 (horário de Brasília). A segunda partida acontecerá dia 13 de junho contra a Austrália no mesmo horário.

Um detalhe interessante do projeto é que, por ser distribuído pela rede móvel e em uma transmissão eventual, a Vivo não enfrenta as restrições da Lei do SeAC, que impede que empresas de telecomunicações contratem direitos para o serviço de TV por assinatura (Serviço de Acesso Condicionado, ou SeAC), mas não impede para serviços de celular. Diz a lei:

"As prestadoras de serviços de telecomunicações de interesse coletivo, bem como suas controladas, controladoras ou coligadas, não poderão, com a finalidade de produzir conteúdo audiovisual para sua veiculação no serviço de acesso condicionado ou no serviço de radiodifusão sonora e de sons e imagens:  

I – adquirir ou financiar a aquisição de direitos de exploração de imagens de eventos de interesse nacional; e 

II – contratar talentos artísticos nacionais de qualquer natureza, inclusive direitos sobre obras de autores nacionais."

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.