Publicidade
Início Newsletter Cisco implanta infraestrutura para plataforma Webex no Brasil

Cisco implanta infraestrutura para plataforma Webex no Brasil

Executivos da Cisco: Eric Knip, Laércio Albuquerque, Rachel Barger e Ricardo Mucci. Foto: Bruno do Amaral

A Cisco observou crescimento de dois dígitos no Brasil nos últimos anos, e para sustentar isso tomou a decisão de localizar ferramentas e infraestrutura. A companhia anunciou nesta quarta-feira, 5, que inaugurou no País uma “torre” que abrange toda a plataforma de comunicação Webex – a empresa tem outras 15 no mundo. Com isso, espera que a unidade brasileira sirva como uma espécie de hub para a América Latina.

O country manager da Cisco Brasil, Ricardo Mucci, explica que houve ganho de agilidade, além de melhoria na qualidade da voz e vídeo na plataforma. “Já temos calling e toda a parte de contact center, mensageria e voz de forma ampla. Toda a plataforma está pronta e disponível no Brasil, que passa ser uma hub para a América Latina, melhorando também a experiência em países vizinhos”, afirma.

Mucci lembra que antes, a operação da plataforma no Brasil estava vinculada à torre norte-americana. “Por conta do crescimento do Webex durante a pandemia, passamos a ter um volume maior e substancial aqui no Brasil e na América Latina”, diz. Assim, foi tomada a decisão de implantar a infraestrutura no País, que funciona com data center de parceiros. “Ele é estratégico do ponto de vista de conectividade porque é um hub de saída do tráfego.” 

Notícias relacionadas

“Tomamos a decisão de investir aqui porque vimos a oportunidade”, adiciona a SVP da Cisco para as Américas, Rachel Barger. “A nuvem é aqui e entendemos os requerimentos”, reforça. Segundo a executiva, a operação latino-americana da empresa cresceu nos últimos dois anos não apenas nas receitas principais. A companhia não abre números, mas diz que foi a região que mais cresceu considerando todas as Américas.

A fornecedora também anunciou que trouxe ao Brasil o Webex Connect, plataforma (incorporada com a aquisição da empresa IMI Mobile) que integra interações com aplicações como WhatsApp, SMS e iMessage, além de suporte a APIs de inteligência artificial como ChatGPT. “É uma plataforma 100% low code, sem a necessidade de se escrever uma linha de código, basta arrastar e conectar”, diz Ricardo Mucci.

O executivo também destacou o memorando de entendimento assinado em fevereiro, durante a Mobile World Congress, com a V.tal, e diz ter conversado com prestadoras de pequeno porte (PPPs) para implantar infraestrutura de suporte, como backbones IP. “Com o 5G chegando com mais tráfego, eles estão preparando as redes”, afirma. 

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Sair da versão mobile