Secretário-geral da UIT diz que EUA não têm provas contra Huawei

O secretário-geral da União Internacional de Telecomunicações (UIT), Houlin Zhao, disse que as denúncias do governo dos Estados Unidos contra a Huawei não teriam provas e, por isso, não deveriam interferir no mercado. Segundo a imprensa internacional, em conversa com jornalistas em Genebra nesta sexta-feira, 5, Zhao teria afirmado que as alegações dos EUA em relação à segurança de equipamentos para 5G da chinesa não são fundamentadas. "Até agora, essas preocupações com equipamentos da Huawei não têm nenhuma prova", afirmou, segundo a Reuters.

O secretário-geral da UIT disse que a fornecedora chinesa deveria ter condições igualitárias para realizar negócios e processo operacional. Uma investigação então só se justificaria no caso de algo de errado ser realmente comprovado. "Mas se não temos nada então para colocá-los em uma lista de banimento, eu não acho que isso seja justo", disse à agência de notícias.

Ele teria afirmado ainda que a conferência de radiofrequência da UIT que definirá padrões para o 5G em outubro não sofrerá nenhum impacto com a guerra fria tecnológica entre EUA e China. Zhao também disse que não há nenhuma preocupação específica em relação à segurança, e que um grupo de trabalho com especialistas (incluindo representantes do Departamento de Segurança Nacional dos EUA e de empresas chinesas como ZTE) já trata do assunto na entidade.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.