Metade dos europeus admite usar SMS ao volante

Tudo indica que a montadora norte-americana Ford integrará mensagens de texto aos seus futuros lançamentos. Interessada em agregar conectividade aos automóveis, a norte-americana Ford divulgou estudo feito com consumidores da marca na Europa sobre o uso de mensagens de texto ao volante. O estudo é uma preparação para o lançamento do sistema SYNC, capaz de transformar mensagens de texto em voz. A ferramenta também permite uma resposta, por meio de voz, caso seja selecionada dentro de uma lista de opções configurada no volante.

A companhia informou em nota que 48% dos entrevistados na Alemanha, França, Espanha, Grã-Bretanha, Itália e Rússia admitiram checar mensagens enquanto dirigem. A pesquisa revelou também que na Itália esse índice foi de 61%, enquanto que na Rússia 55% dos motoristas confirmaram a prática. Na França e na Alemanha, a quantidade de pessoas que trocam SMS enquanto dirigem alcançou a marca de 49%. Na Espanha e na Grã-Bretanha a média foi de 33%. 

De acordo com a Ford, “o objetivo do estudo foi avaliar a extensão desse hábito, que é comum em todo o mundo e contribui para o aumento de acidentes, para avançar nas soluções oferecidas pelo sistema Ford SYNC de conectividade com o celular no automóvel”.

Notícias relacionadas

Embora o hábito seja considerado comum pelos motoristas entrevistados, 95% entende que ler textos enquanto dirige pode ser perigoso. Eles também alegaram que a capacidade de resposta ao volante é 50% mais lenta ao utilizar o celular durante a condução do veículo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.