PF se defende de crítica de ACM

"O inquérito policial que apura o fato (possíveis irregularidades na formação do consórcio Telemar) e que está tramitando pela Delegacia de Combate ao Crime Organizado e Inquéritos Especiais (Delecoie) da Polícia Federal do Rio de Janeiro ainda não foi concluído. No momento, o referido inquérito encontra-se sob análise do Ministério Público Federal por requisição do próprio". Essa foi a resposta oficial transmitida pela PF em relação à crítica feita recentemente pelo ex-senador Antônio Carlos Magalhães, de que um documento por ele enviado contendo importantes informações sobre denúncias de irregularidades na formação do consórcio Telemar teria sido ignorado nas investigações. O ex-senador baiano foi a primeira e até agora única testemunha a prestar depoimento no inquérito que apura tais denúncias.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.