Até 2025, 62% do capex de operadoras para o 5G

Publicado nesta quinta-feira, 5, pela associação global de operadoras móveis (GSMA), a versão de 2020 do relatório The Mobile Economy fez estimativas sobre a relevância que a implantação da tecnologia 5G terá sobre os investimentos do setor. Até 2025, a expectativa da entidade é que 62% dos valores aportados na América Latina sejam destinados às redes de quinta geração.

O percentual é menor que o projetado pela GSMA para todo o mundo, ou 80% de cerca de US$ 1,1 trilhão a serem investidos no intervalo de cinco anos. A relevância dos aportes para 5G seria ainda maior que a média global no mercado chinês e no europeu (onde a quinta geração deve abocanhar 90% dos investimentos totais), além da América do Norte (87%).

De forma geral, apenas a região da África subsaariana deve investir uma parcela menor que as empresas latino-americanas na tecnologia (ou 27%): lá, a estimativa da GSMA é que apenas 3% da base móvel seja 5G até 2025. Na América Latina, a previsão é pouco maior, mas ainda baixa: 7% (ou 51 milhões de acessos); especificamente no Brasil, a projeção fica em 11%.

A média global para penetração da quinta geração é de 20% em 2025, com a Ásia desenvolvida chegando em 50% e a América do Norte, em 48%. A GSMA prevê 1,8 bilhão de conexões 5G neste intervalo de cinco anos.

Retorno

Apesar dos investimentos volumosos que devem ser exigidos pelo 5G, 37% dos clientes latino-americanos não estariam dispostos a pagar mais pelos serviços de quinta geração assim que estes estiverem disponíveis, afirma a GSMA.

O percentual é maior que o registrado na China, onde apenas 22% dos clientes rechaçam aumentos de preços. Já na região da Ásia/Pacífico (47%) e da Europa (43%), a resistência contra futuros reajustes no custo dos serviços móveis atingiu patamares ainda mais elevados.

Especificamente na América Latina, 41% dos clientes estariam propensos a pagar até 10% a mais pela tecnologia, frente 13% que aceitariam um aumento de 20% nas faturas. Reajustes maiores que 20% só seriam aprovados por 2% da base.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.