Publicidade
Início Newsletter Open RAN vai movimentar US$ 10 bilhões até 2025, afirma consultoria

Open RAN vai movimentar US$ 10 bilhões até 2025, afirma consultoria

Moedas. Foto: Pixabay

O mercado de redes de acesso abertas e interoperáveis (Open RAN) deve mobilizar US$ 10 bilhões em investimentos até 2025, na medida que mais operadoras passarem a apostar no modelo de múltiplos fornecedores para estações 4G e 5G. A previsão é da consultoria Dell’Oro Group, especializada em telecom e TI.

Segundo a firma, os novos players do circuito Open RAN devem acumular, em 2025, mais de 10% do mercado global de redes de acesso. “A conversa e a atitude geral mudaram claramente nos últimos seis meses”, afirmou o vice-presidente e analista do Dell’Oro Group, Stefan Pongratz. “Não é mais uma questão de se o Open RAN vai acontecer, mas sobre o momento e o escopo“.

Entre as empresas que já anunciaram uso em larga escala do padrão está a Telefónica, controladora da Vivo no Brasil. Na RAN tradicional, as redes de acesso utilizam tecnologia integrada, com rádios, hardware e software fornecidos por único fornecedor em solução proprietária fechada. Já na Open RAN, padrões e especificações técnicas devem permitir interfaces abertas que possibilitem a combinação de componentes de diferentes fornecedores.

Notícias relacionadas

Capital

Na avaliação da Dell’Oro Group, a adoção do modelo terá como grande motivador o crescimento tímido da receita das operadoras de telecom nos últimos anos, com impacto nos investimentos. A consultoria nota que empresas já estariam se sentindo confortáveis com o uso no lançamento de tecnologias, como o 5G. A utilização do padrão desagregado no 4G também é esperada.

“As operadoras estão totalmente cientes dos desafios do lado da demanda e não têm planos de retornar aos índices históricos de intensidade de capital. Em vez disso, elas continuarão a operar com um capex restrito e utilizarão todas as ferramentas para fazer mais com um orçamento limitado“, afirmou a Dell’Oro.

Vale notar que o padrão de redes de acesso aberta também tem virado bandeira de governos que se opõem a fornecedores chineses como a Huawei.

Virtualização

O estudo da Dell’Oro Group também faz uma projeção de receitas vinculadas à virtualização de redes de acesso: a expectativa é que o chamado V-RAN mobilize US$ 5 bilhões em investimentos globais nos próximos anos.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Sair da versão mobile