Fundos aceitam proposta se ela não for "virtual"

Nos próximos dias, os fundos de pensão enviarão uma carta à Brasil Telecom explicando mais uma vez porque não estão interessados na proposta que a operadora fez por sua participação em Newtel. São três os motivos: 1) a proposta ainda precisaria ser aprovada pela assembléia e pelo conselho administrativo da Brasil Telecom; 2) há uma decisão judicial impedindo a venda direta ou indireta do controle de Newtel; 3) há um imbróglio regulatório que precisaria ser verificado: a Telecom Itália, sócia na BrT, é dona da Maxitel, operadora banda B em Minas Gerais. "Se eles nos mostrarem como superar esses obstáculos, poderíamos aceitar a proposta, que, por enquanto, entendemos como virtual", relata uma fonte ligada às fundações.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.