Ainda falta sair licença para definir investimentos no Brasil

Todos os dirigentes da subsidiárias da Telefônicas já foram informados oficialmente da decisão. Oficialmente, o grupo no Brasil revela que só definirá os investimentos no País após a aprovação da antecipação de suas metas de universalização pela Anatel. O grupo, no final do ano passado, manifestou interesse de ampliar sua atuação em telefonia fixa local da área 3 (Estado de São Paulo) para as demais áreas (1 e 2 ) do PGO e também prestar serviços de longa distância nacional e internacional. Quanto a renegociações de dívidas, esta prática já vinha sendo adotada no País desde o ano passado. De acordo com informações do mercado apuradas por TELETIME News, no final de 2001, a Telefônica renegociava o pagamento de uma dívida total próxima de R$ 2 bilhões junto aos seus fornecedores.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.