Bolsa de NY recua e manterá listagem de operadoras chinesas

Dias após anunciar que iria deslistar as operadoras China Mobile, China Telecom e China Unicom, a Bolsa de Nova York (NYSE) voltou atrás e afirmou que as ações do trio poderão continuar a ser negociadas.

A reviravolta foi anunciada pela NYSE na noite da última segunda-feira, 4. Segundo a bolsa nova-iorquina, a decisão foi baseada em "consultas adicionais" com as autoridades reguladoras.

A NYSE também afirmou que seguirá avaliando a aplicabilidade de medidas para compliance com a ordem federal que motivou o primeiro anúncio de deslistagem. Assinada por Donald Trump em novembro, a ordem bloqueou investimento dos EUA em empresas que o Departamento de Defesa alega serem de propriedade ou controladas por militares chineses.

Após a desistência da deslistagem, papéis do trio de operadoras chinesas tiveram forte valorização na Bolsa de Hong Kong. Ações da China Unicom subiram 8,5% na terça-feira asiática, frente 5,13% na China Mobile e 3,35% na China Telecom.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

I accept the Privacy Policy

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.