Oi economiza R$ 400 milhões em 2020 com projetos de energia sustentável

Com projetos de utilização de energia renovável, a Oi economizou R$ 400 milhões em 2020. A operadora conta com parceiras nesses programas de sustentabilidade. A mais recente é com a Faro Energy, com a qual a tele assinou a utilização de duas usinas de energia solar que foram inauguradas no segundo semestre: Janaúba e Jaíba, ambas em Minas Gerais e atendendo a 1,9 mil unidades consumidores da empresa. 

Em comunicado nesta sexta-feira, 4, a Oi afirma que a Faro investiu R$ 45 milhões nas duas usinas fotovoltaicas, com expectativa de que os projetos sejam "ampliados na região". Juntas as duas usinas evitariam a emissão de mais de 7 mil toneladas de CO2 na atmosfera anualmente, o que seria equivalente a cerca de 43 mil árvores. Isso enquanto responde pelo consumo de 11 mil residências por ano.  

Ainda de acordo com a Oi, a intenção é fechar o ano com 60% de participação da energia limpa na matriz do consumo, incluindo geração distribuída e mercado livre. E a meta é chegar a 100% de matriz de fontes renováveis, com menor custo, em dois anos. A economia neste ano veio justamente com a migração de unidades consumidoras para o mercado livre e projetos de eficiência energética. A companhia tem outras iniciativas com energia solar no mercado mineiro.

Além das duas usinas, a Faro Energy planeja investir mais R$ 15 milhões em Minas Gerais, buscando "fomentar a economia local atraindo e capacitando mão de obra, além de desenvolver ações que minimizem os impactos de construção da usina, tanto no âmbito social, quanto no ambienta". A empresa tem projetos em 14 estados e no Distrito Federal, e pretende investir até 2021 um total de R$ 800 milhões, com potencial de atingir 200 MWp (atualmente a geração energética é de 50 MWp).

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

I accept the Privacy Policy

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.