NEC e NTT propõem tecnologias de redes abertas e sem protocolos

CFO da NEC, Takayuki Morita

A parceria das japonesas NEC e NTT não deverá se limitar à estratégia de OpenRAN e 5G, embora sejam elementos chaves para as companhias. A ideia é que a arquitetura aberta se expanda não apenas para as redes de acesso fixas e móveis, mas para uma nova tecnologia totalmente baseada em fotônica que elimina a camada de protocolos. 

O vice-presidente executivo e CFO da NEC, Takayuki Morita, afirmou em evento da fornecedora japonesa nesta sexta-feira, 4, que essa é uma estratégia de longo prazo. No curto prazo, a empresa investe justamente nas redes de acesso móvel abertas e no processamento de sinal digital (DSP). "No longo prazo, redes móveis e óticas inovativas (IOWN, na sigla em inglês), com todas as redes fotônicas, além de segurança de tecnologia, satélites e cabos submarinos para apoiar", destaca.

Morita, que será empossado CEO da NEC no começo de 2021, diz que o processo de desenvolvimento dessa estratégia está com retorno próximo. "Estamos em um ponto agora que a direção é que queremos produzir resultados, e agora estamos discutindo o que vamos fazer acontecer", destaca. A estratégia de IOWN foi lançada junto com os EUA, e pretende chegar a um ponto eventual em que não seja mais necessário que a rede trafegue por cima de protocolos, como é o caso do TCP/IP atual.

Notícias relacionadas

Ele diz que a NTT estaria trabalhando atualmente com a Apple para lidar com o IOWN. É uma tecnologia que está sendo desenvolvida pelas duas empresas há 30 anos, segundo o vice-presidente executivo sênior da NTT, Naoki Shibutani. "O TCP/IP foi bom para áudio e vídeo, mas há delay para os pacotes chegarem aos roteadores", compara. A proposta é de usar os a tecnologia fotônica em uma plataforma livre de protocolos. "Criamos convergência de fotônicos com eletrônicos, processando no dispositivo", declara, afirmando que isso torna as comunicações mais baratas, de maior capacidade e com menor consumo de energia.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.