Para TIM, é difícil planejar recursos sem saber o custo de remanejamento dos canais de TV

Para as operadoras móveis, é fundamental saber o custo real da desocupação da faixa dos 700 MHz, que deve ser liberada com o desligamento da TV analógica, antes de poder planejar investimentos no leilão da faixa para o LTE. Marcelo Mejias, gerente sênior de inteligência regulatória da TIM, disse no Seminário Internacional ABDTIC nesta quarta, 4, que as operadoras sempre vão precisar de mais espectro, mas no caso dos 700 MHz é necessário saber o custo real. "O desafio agora é saber o que é a interferência do LTE na TV digital e quanto vai custar a mitigação dessa interferência e o remanejamento de canais para fora da faixa", disse.

Ele cobrou regras claras sobre o que deve ser pago e o custo. "Não temos que dar lucro à radiodifusão no remanejamento", disse. O problema, aponta Mejias, é que ninguém faz ideia de quanto pode custar colocar filtros nos receptores de TV, por exemplo. "O ideal seria pagar um valor para um fundo de remanejamento e interferência no próprio leilão. Assim saberíamos o tamanho do custo", finalizou o gerente da TIM.

Cristiano Flores, diretor jurídico e institucional da Abert, lembrou que começam na próxima semana testes de campo da Anatel com radiodifusores e empresas de telecomunicações para se ter ideia da interferência entre os serviços. Esses testes devem ir até abril, e só então a Anatel terá elementos para começar a formular uma regra de transição. Além disso, em relação ao custo de remanejamento de canais, ele afirmou que só será possível levantar após o plano de canalização, o que inclusive passa pela análise da migração de cerca de 5 mil retransmissoras secundárias para retransmissoras primárias, o que foi permitido pela Portaria 486/2012 do Ministério das Comunicações. Ele lembrou que além dessas 5 mil retransmissoras secundárias, há um númeroprovavelmente igual de retransmissoras irregulares, que deverão receber algum tipo de tratamento do Ministério das Comunicações.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

I accept the Privacy Policy

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.