Com fundo Patria, Winity arremata lote nacional de 700 MHz

Foto: Pixabay

No primeiro grande momento do leilão de 5G, a Winity Telecom (ligada aos fundos Patria e Blackstone) arrematou o lote nacional de 700 MHz por R$ 1,427 bilhão – ou um ágio de 805%.

Dessa forma, o Brasil passa a contar com uma nova empresa de abrangência nacional para o serviço móvel. O lote de 10 + 10 MHz em 700 MHz tem como compromissos a construção de 4G em 625 localidades sem o serviço e em 1.185 trechos de rodovias federais, perfazendo 31 mil km.

Durante o certame, a Highline/DigitalBridge apresentou a segunda melhor proposta pelo ativo (de R$ 333,333 milhões), mas não prosseguiu com novos lances. Já a VDF (ligada à Datora) apresentou lance de R$ 318 milhões.

Notícias relacionadas

Assim, os R$ 1.427.872.491,87 ofertados pela Winity pelo espectro representaram um ágio de 805,84% frente ao preço mínimo de R$ 157,628 milhões definido para a faixa.

Uso da faixa

Boa parte do ágio vai ser convertido ainda em obrigações e o que não for possível complementar vira recurso para o Tesouro.

A tendência é que a Winity construa uma rede nacional para ser compartilhada com outros operadores. A primeira candidata é a TIM, cujas frequências na faixa de 700 MHz são mais próximas, o que facilita o RAN Sharing. Mas será uma faixa importante para dar "saída" aos players regionais de 5G e também para as demais operadoras de 4G e cobertura rural.

Estratégia

Em comunicado, a Winity Telecom e o Patria comemoraram os resultados do certame na manhã desta quinta-feira, 4.

"Criamos a Winity com o propósito de prover infraestrutura de telecomunicações de alta qualidade para nossos clientes corporativos. Como uma das empresas pioneiras no desenvolvimento de rede móvel em modelo de atacado, vencer o leilão do 700 MHz nesse momento único da indústria é motivo de muita alegria. Ainda mais gratificante é visualizar o impacto que promoveremos ao levar conectividade a centenas de localidades remotas e a mais de 35 mil quilômetros de trechos de rodovias sem cobertura, gerando milhares de empregos, inclusão digital e o desenvolvimento da infraestrutura do País", afirmou o CEO da Winity, Sergio Bekeierman.

A empresa foi fundada em 2020 como uma provedora de infraestrutura wireless, com ativos de redes de telefonia móvel e sistemas de cobertura indoor. Ao vencer o lote de 700 MHz, além do pagamento da outorga, a Winity prevê investimentos robustos para implantação de infraestrutura de cobertura em estradas e outras localidades, estimando aproximadamente R$ 2 bilhões para a implantação de mais de 5 mil torres até 2029 para suporte às telecomunicações.

Além da operadora, outros investimentos do Patria no setor de infraestrutura para telecom incluem a Odata, que atua no Brasil, Colômbia e México para gerenciar e operar data centers dedicados.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.