UIT ainda não recebeu reclamações sobre denúncias de espionagem

A União Internacional de Telecomunicações (UIT) ainda não recebeu um posicionamento do governo brasileiro em relação às denúncias de espionagem do governo dos Estados Unidos no Brasil. No início desta semana, mais documentos divulgados revelaram que a presidente da República, Dilma Rousseff, também pode ter sido alvo da prática.

Segundo o diretor da UIT para as Américas, Bruno Ramos, a organização não recebeu nenhum pedido de acordo internacional ou para qualquer tomada de providências no escritório regional, nem na sede em Genebra, na Suíça. “Não posso falar um posicionamento, porque depende do governo. As últimas informações (sobre a presidente) foram publicadas por um jornal, mas não houve ainda uma decisão oficial”, afirma Ramos. De acordo com o diretor, cabe à nação decidir o que será feito a partir das denúncias, e a UIT só agirá depois de um pedido oficial do governo.

O ministro das Comunicações, Paulo Bernardo,  manifestou reiteradamente que pretende levar o caso a organismos internacionais como a UIT.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

I accept the Privacy Policy

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.