CCT do Senado aprova uso do Fust para subsidiar acesso à Internet

A Comissão de Ciência e Tecnologia (CCT) do Senado aprovou nesta terça-feira, 4, parecer favorável do senador Walter Pinheiro (PT-BA) ao Projeto de Lei do Senado 429/2014, que subsidia o acesso das famílias de baixa renda à internet banda larga. O PLS prevê a utilização dos recursos do Fundo de Universalização de Telecomunicações (Fust) para custear, via subvenção econômica, o valor correspondente a 50% da tarifa ou preço mensal do plano básico do serviço de banda larga fixa, nos termos de regulamento a ser editado pela Anatel.

De autoria do ex-senador Anibal Diniz, a matéria agora segue para análise da Comissão de Assuntos Econômicos (CAE), onde terá decisão terminativa.

No parecer, Pinheiro destaca que "a iniciativa é fruto na avaliação do Programa Nacional de Banda Larga que foi realizada por esta Comissão ao longo de 2014 e no decorrer dos trabalhos restou patenteada a necessidade de alteração das regras de aplicação dos recursos do Fust para impulsionar a inclusão digital das famílias de baixa renda". Pinheiro lembrou ainda que o PNBL ainda não atingiu os seus objetivos em razão, principalmente, do hiato existente entre o preço dos serviços de acesso à internet e o poder aquisitivo das famílias mais vulneráveis economicamente.

Notícias relacionadas

Além da aplicação dos recursos do Fust para reduzir em 50% o valor cobrado das famílias de baixa renda pelo plano básico do serviço de banda larga, a proposta permite a precisa identificação dos beneficiários que deverão estar regularmente registrados nos cadastros dos programas sociais do Governo Federal.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.