Cortes em despesas com rede, pessoal e inadimplência financiam marketing da TIM

A TIM foi a operadora móvel que mais investiu em comunicação e marketing no primeiro semestre de 2009 no Brasil, respondendo por 30% do total gasto pelas teles celulares nessa área. No ano passado, a TIM ficou em quarto lugar. Em 2007 e em 2006, foi a terceira que mais investiu. As campanhas surtiram efeito: a empresa conseguiu voltar a ganhar market share e foi a operadora com maior número de adições líquidas nos meses de abril e junho. "Voltamos a crescer", resumiu o presidente da companhia, Luca Luciani, em teleconferência para análise dos resultados do segundo trimestre, nesta terça-feira, 4.
Para financiar o reposicionamento da marca ocorrido no primeiro semestre, a operadora contou com dinheiro gerado por suas próprias economias. Merece destaque a redução das perdas com a inadimplência: a empresa reforçou sua análise de crédito e seu setor de cobrança, reduzindo em 48% essas perdas no segundo trimestre em comparação com o mesmo período do ano passado.
A redução nos gastos com interconexão e rede também ajudou a financiar as campanhas de marketing: houve queda de 14,1% em 12 meses, devido ao incentivo às ligações intra-rede, explicou Luciani.
Por fim, o presidente da TIM destacou a queda de 9% em um ano nos gastos com pessoal, graças à reestruturação interna pela qual passou a companhia após a mudança de gestão.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

I accept the Privacy Policy

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.