Publicidade
Início Newsletter Vencedoras de lotes regionais do 5G veem ‘jogo duro’ de fornecedores

Vencedoras de lotes regionais do 5G veem ‘jogo duro’ de fornecedores

Foto: Pixabay

A negociação com fornecedores tem sido um dos maiores desafios para algumas das entrantes no mercado 5G a partir dos lotes regionais, reportaram empresas nesta segunda-feira, 4, durante o TELETIME Tec.

Um chamado “jogo duro” dos fornecedores de equipamentos foi reportado tanto pela Ligga Telecom (detentora de licenças regionais no Paraná, São Paulo e região Norte) quanto pela Greatek/Cloud2U (vencedora em Minas Gerais, Rio de Janeiro e Espírito Santo).

Entre os pontos críticos citados no evento esteve a ocorrência das negociações em dólar, bastante afetadas pela variação cambial brasileira. Outro aspecto foi a diferença de cultura entre as empresas entrantes e as fornecedoras “acostumadas a trabalhar com as grandes operadoras”.

Notícias relacionadas

Nenhum vendor específico foi citado por Ligga e Cloud2U, que ainda não anunciaram fornecedores para a empreitada 5G. Em meio as entrantes, quem já reportou contrato do gênero foi a Brisanet, que anunciou em maio a compra de ERBs da Huawei.

Lado bom

Pelo lado positivo, a Ligga Telecom (que reúne a Sercomtel e a antiga Copel Telecom) tem visto uma demanda encorajadora no mercado corporativo, com a construção de um número maior de cases 5G do que o esperado. O mercado B2B deve ser o foco da empresa.

Já a Greatek/Cloud2U tem apostado em uma estratégia B2B2C ao lado de provedores regionais parceiros e no desenvolvimento de novas aplicações. No aspecto regulatório, o avanço de ofertas referência para contratação de roaming também foi considerado uma boa notícia pela empresa.

SEM COMENTÁRIOS

Deixe seu comentário Cancelar resposta

Sair da versão mobile