Telefónica e Telesat concluem teste de aplicações de satélite de baixa órbita

Foto: Reprodução

O braço de atacado do Grupo Telefónica (Telefónica International Wholesale Services – TIWS) e a operadora de satélites Telesat finalizaram nesta quinta-feira, 4, o teste de aplicações da primeira fase da constelação de baixa órbita (LEO). A ideia era demonstrar que o sistema LEO poderia ser uma opção viável para serviços high-end, como backhaul para redes de celular terrestres.

De acordo com as empresas, o teste demonstrou que a conexão se mostrou uma "melhora substancial no desempenho em relação aos links de órbita geoestacionária (GEO), sem o uso de técnicas de aceleração de TCP que são tipicamente necessárias para ambientes de latência de 650 ms na GEO". A parceria entre as duas companhias foi feita com uma "campanha rigorosa de testes" para demonstrar eficiência operacional e aumento de agilidade.

A latência observada nos testes do sistema com as aplicações foi de 30 a 60 ms "sem nenhuma perda de pacotes". Os cenários testados pela Telefónica e pela Telesat foram os seguintes:

  • Streaming de vídeo de alta definição sem travar;
  • Conferência de vídeo com times, demonstrando fluidez de movimento e transmissão de voz constantes como em redes de celular;
  • Conexão remota de desktop para gerenciar área de trabalho virtual;
  • Conexão VPN sem delays ou apagões;
  • Transferência (upload/download) de arquivos encriptados de 2 GB via FTP;
  • Túnel IPSec com criptografia sem redução de desempenho no link.

No comunicado, a Telefónica destaca que está "ansiosa para explorar tecnologias de ponta como a Telesat LEO pode integrar nossa infraestrutura de conectividade global". Por sua vez, a Telesat diz que o desempenho "como de fibra" demonstra a capacidade do sistema em comparação com backhaul de satélites GEO típicos. 

2 COMENTÁRIOS

  1. Prezados Senhores, Eu tenho coordenado os testes LEO e garanto que não houve um teste de backhaul, foi demonstrado que, devido à latência, poderia ser um sistema válido, poderia, mas não havia testes de backahul, o que você publica não é verdade. Peço-lhe que corrija as notícias imediatamente. O departamento de comunicação da Telefónica e nossa Área Jurídica já estão cientes e nos reservamos o direito de tomar medidas.

    Cumprimentos.

    Jesús Millon
    Gerente de Alianças Estratégicas
    Telefónica International Wholesale Services

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

I accept the Privacy Policy

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.