Com FTTH, Oi quer contra-atacar avanço dos ISPs

Como parte de seu plano de investimentos de R$ 7 bilhões para 2019, a Oi apresentou nesta terça-feira, 4, sua estratégia para o serviço fixo em fibra até a residência (FTTH), além do pós-pago e da oferta de conteúdos over-the-top e via IPTV. O objetivo da tele é de reaver o mercado perdido com o avanço dos provedores regionais, e eventualmente até brigar por mais market share. 

"A gente quer avançar na fibra e fazer um 'swap' na receita que perdemos para pequenos provedores. Nossa pressa é expandir o FTTH para sair de 200 mil clientes e virar 2 ou 3 milhões", declara o diretor comercial da Oi, Bernardo Winik. Ele explica que isso é possível porque a companhia tem a infraestrutura ótica, além de uma base própria predominantemente de cobre, com 4,7 milhões de acessos, além de 8 milhões de clientes apenas com serviço de telefonia fixa. 

O objetivo é também recuperar a fatia absorvida pelos ISPs – desde novembro do ano passado, as empresas regionais passaram a Oi em quantidade de acessos. Em abril deste ano, a operadora contava com 5,8 milhões de acessos (considerando todas as tecnologias), ou cerca de 18% do mercado total. Os ISPs tinham 6,9 milhões, ou 22% de market share.

A nova proposição da operadora é de ofertar planos a partir de R$ 99,90, com velocidades de "até 200 Mbps". Mas o diretor comercial da empresa diz que não há guerra de preços. "Os pequenos puxam o preço para baixo, e não vamos fazer isso. Assim temos tido sucesso, com cidades com nítida reversão de tendência de mercado", declara. 

Winik diz que a Oi tem como vantagem competitiva a própria rede, em comparação com os ISPs. "Não adianta só dizer que tem fibra, tem que ter rede de transporte por trás, e isso é uma coisa que o pequeno provedor não tem", explica. Perguntado por este noticiário se o novo PGMC não ajudaria a endereçar isso com a facilidade do acesso à rede de transporte no atacado, ele disse que não afetaria, já que os ISPs tinham acesso à oferta. "Para nós, isso não é um tema."

Dobrando alcance

Para tanto, a operadora foca na infraestrutura. De janeiro a maio, a empresa dobrou a quantidade de cidades com cobertura de FTTH, e espera expandir a quantidade de homes-passed de 1,7 milhão em março para 3,6 milhões em dezembro (os números de junho ainda não foram divulgados). Mas, segundo Bernardo Winik, a empresa trabalha para ultrapassar essa previsão. "A gente tem chance de revisar para mais HPs, e estamos fazendo planejamento com a engenharia para isso", declarou. 

A questão é mais na capacidade de execução. A Oi utiliza uma estratégia de reuso de fibra, que aproveita o backbone e backhaul de 360 mil km que tem no País para apenas expandir até a casa do cliente, o que leva a empresa a contabilizar 9,4 milhões de homes-passed endereçáveis. Winik explica que foi por isso que foi possível dobrar a quantidade de cidades cobertas. "A questão é como chegar mais rápido, é o desafio da capacidade de execução. A gente vem ganhando muita produtividade com equipes de campo, e por isso tenho oportunidade de revisar o número para 2019."

A base de acessos FTTH da Oi foi divulgada: a companhia também dobrou a quantidade de contratos em cinco meses, saindo de cerca de 100 mil em janeiro para 200 mil em maio. "Temos planos muito mais agressivos", afirma. "Quanto mais rápido fizermos a expansão da fibra, mais rápido temos a reversão [da queda] da receita", diz.

Confira a lista de novas cidades:

Serviço lançado no segundo trimestre de 2019

UFCIDADE
ACRio Branco
APMacapá
BABarreiras
BAJuazeiro
CEJuazeiro Do Norte
MASão Luís
MGAraguari
MGJuiz De Fora
MGSete Lagoas
MSDourados
MTRondonópolis
PAAnanindeua
PABelém
PITeresina
PRSão José Dos Pinhais
PRAlmirante Tamandaré
RJVolta Redonda
ROPorto Velho
RRBoa Vista
RSAlvorada
RSSão Leopoldo
RSCanoas
TOPalmas

Serviço lançado até o primeiro trimestre de 2019

UFCIDADE
AMManaus
BASalvador
CEFortaleza
DFBrasília
GOAparecida de Goiânia
GOGoiânia
MGBelo Horizonte
MGDivinópolis
MGMontes Claros
MGPoços De Caldas
MGPouso Alegre
MGUbá
MGVarginha
MGVespasiano
MGBetim
MGNova Lima
MGRibeirão Das Neves
PEOlinda
PERecife
PRCuritiba
PRColombo
RJAngra dos Reis
RJArmação dos Búzios
RJCabo Frio
RJCampos Dos Goytacazes
RJDuque De Caxias
RJNilópolis
RJNiteroi
RJNova Iguaçu
RJPetrópolis
RJRio De Janeiro
RJSão Gonçalo
RJSão João de Meriti
RJTeresópolis
RJMangaratiba
RSPorto Alegre
RSViamão

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.