Ancine analisa casos de empresas que fazem programação e distribuição de TV paga

Um dos players mais afetados pelas novas regras do SeAC passa a ser o Grupo Band, que atualmente controla a operação de TV por assinatura Sim TV (antiga TV Cidade) em diversas localidades do País, além de ter um portfólio de canais próprios, como BandSports e BandNews, e o novo Arte1. Conforme apurado por este noticiário, este  caso  merece análise específica pela Ancine. Outra empresa diretamente atingida é a Sky, que tem em seu line-up um canal eventual de esportes próprios, o Sky Sports +, com conteúdo baseado em aquisição de direitos de eventos internacionais.  Pela Lei 12.485/2011, esse tipo de sobreposição deverá ser revisto até setembro, mas ainda não há notícias de movimentos das empresas no sentido de deixarem de ter controle simultâneo sobre a distribuição e a programação.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.