Eletrobras terá piloto com 80 mil medidores inteligentes

O projeto da Eletrobrás Energia+, anunciado ainda em 2012 com o objetivo de reduzir as perdas elétricas, aumentar as taxas de arrecadação e melhor a qualidade do serviço de suas seis empresas de distribuição e que envolve a instalação de smart grids, começa a tomar fôlego. A Cisco anunciou nesta segunda, dia 4, que será a principal fornecedora de infraestrutura de comunicação para o projeto de medição inteligente do Energia+. Como parte do projeto-piloto, serão instalados 80 mil medidores nas distribuidoras Eletrobras Amazonas Energia, Eletrobras Distribuição Alagoas, Eletrobras Distribuição Acre, Eletrobras Distribuição Piauí, Eletrobras Distribuição Rondônia e Eletrobras Distribuição Roraima.

Notícias relacionadas
Os medidores utilizam a arquitetura Cisco Field Area Network (FAN), que de acordo com a fornecedora funciona como uma infraestrutura de medição avançada (AMI, na sigla em inglês). A solução é baseada no protocolo IPv6 e permite automação da distribuição de energia, gerência das equipes de campo e integração com sistemas legados.

Nessa primeira fase do projeto, os dados coletados pelos 80 mil medidores serão transmitidos em tempo real para a Central de Inteligência da Medição, que ficará em Brasília, que monitorará e controlará os medidores. No futuro, essa central poderá controlar toda a rede elétrica, identificar e corrigir falhas na distribuição. Para o consumidor, inicialmente será possível acompanhar e controlar seu consumo e, futuramente, poderá vender cota de energia excedente ou optar por planos pré-pagos e de tarifação dinâmica.

O programa Energia+ conta com aporte de R$ 1,2 bilhão do Banco Mundial e a implementação total do projeto de AMI, sob responsabilidade do consórcio formado por Siemens, Itron, Telefônica e Telemont, deverá ser concluída em 2017.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.