Confira os detalhes da nova estrutura da Anatel

A Anatel terá, caso a proposta de reestruturação apresentada pelo conselheiro Marcelo Bechara para consulta pública se mantenha como está, 25 gerências. Conforme havia antecipado este noticiário, é uma mudança significativa em relação à estrutura atual. Não só pelo número, mas pelas responsabilidades. As gerências passarão a desempenhar, a partir da nova estrutura, um papel muito mais relevante do que o atual, já que serão elas as responsáveis diretas por determinadas tarefas dentro das superintendências e não poderão delegar essas tarefas a outros níveis de gerência inferiores. Sob as gerências ficarão os gestores de processos, que serão profissionais .
As novas superintendências e gerências são as seguintes:

1) Superintendência de planejamento regulatório, que terá sob si a gerência de regulamentação, a gerência de planejamento estratégico e a gerência de universalização e projetos.
2) Superintendência de fiscalização, que abrigará a gerência de suporte à fiscalização e a  gerência de fiscalização, responsável por coordenar as gerências regionais.
3) Superintendência de outorgas e recursos à  prestação, que abrigará a gerência de outorgas e licenciamento, a gerência de recursos escassos e certificação e a gerência de serviços de radiodifusão.
4) Superintendência de controle de obrigações, que terá sob si a gerência de controle de obrigações de qualidade, a gerência de controle de obrigações de universalização e a gerência de controle de obrigações legais.
5) Superintendência de competição, que terá uma gerência de acompanhamento econômico, tarifas, preços e custos; uma gerência de resolução de conflitos e acompanhamento de contratos entre prestadoras e; uma gerência de acompanhamento societário e ordem econômica.
6) Superintendência de relações com consumidores terá a gerência  de interações institucionais, satisfação e educação para o consumo; gerência de tratamento de solicitações de consumidores e; gerência de canais de relacionamento com os consumidores.
7) Superintendência de gestão interna, que terá uma gerência de tecnologia de informação, uma gerência de desenvolvimento de pessoas e organização e uma gerência de informações e biblioteca.
8) Superintendência de administração e finanças, que terá sob si a gerência de aquisições e contratos, a gerência de infraestrutura e segurança institucional, a gerência de finanças e a gerência de administração pessoal.

O detalhamento da proposta do conselheiro está em apresentação feita na reunião do conselho, que está disponível na homepage do site TELETIME.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

I accept the Privacy Policy

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.