TIM reduz subsídios e reforça venda de SIM Cards

A TIM reduziu substancialmente o custo de aquisição de clientes no primeiro trimestre do ano, o que reflete a estratégia da companhia em reduzir o subsídio do segmento pré-pago e incentivar a aquisição do chip avulso, que respondeu por 70% das adições brutas. O custo de aquisição caiu 17,3% na comparação com o primeiro trimestre do ano passado. No caso do subsídio do pós-pago, a empresa fez, desde o terceiro trimestre de 2006, uma mudança no tratamento contábil, de forma a amortizá-lo ao longo do contrato de 12 meses de fidelidade. A prática foi retroativa ao primeiro trimestre do ano passado, o que gerou um resultado positivo de R$ 160,2 milhões.
A política de redução de subsídios teve impacto também na receita líquida de venda de aparelhos, que foi 17,1% menor que no primeiro trimestre de 2006, atingindo R$ 181,6 milhões. A TIM reduziu em 22% o volume de vendas de celulares na comparação com o primeiro trimestre de 2006. ?Nossa meta é chegar ao subsídio zero no pré-pago?, disse Stefano De Angelis, diretor financeiro e de relações com investidores da TIM.
A operadora comemora o índice de 40% das adições líquidas do mercado, com 896 mil novos clientes. Na disputa pelo market share, a TIM reduziu em 2,6 pontos percentuais sua distância da Vivo que lidera o mercado com 28,4%. No quarto trimestre do ano passado a diferença era de 3,7 pontos percentuais. Com relação à Claro, que ocupa a terceira posição com 24,1% de market share, a diferença no trimestre foi de 1,7 pontos percentuais. No quarto trimestre do ano passado era de 1,5 pontos percentuais.
A receita líquida de serviços cresceu 22,4% considerando a eliminação do sistema bill and keep parcial, atingindo R$ 2,66 bilhões no trimestre. O Ebitda do trimestre foi de R$ 664 milhões (15,7% maior que no mesmo período do ano passado) e a margem foi de 23,4%.

Terceira geração

O presidente da TIM, Mario Cesar de Araujo, foi bastante otimista com relação ao leilão das faixas de 3G. Para ele, o leilão deve ocorrer ainda neste ano e, também, as primeiras redes comerciais. Mario Cesar voltou a defender o leilão conjunto das sobras de faixas de 850 MHz e das faixas destinadas ao UMTS – 1900 MHz a 2100 MHz. "Se não juntas, essas faixas devem ser licitadas atreladas uma a outra", disse ele. Mario Cesar disse também que a empresa já está adquirindo a parte de hardware para a terceira geração.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

I accept the Privacy Policy

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.