Para Mozilla, fabricante do Firefox OS, "zero rating" é questão concorrencial

Para Denelle Dixon-Thayer, vice-presidente de negócios e assuntos jurídicos da Mozilla, empresa responsável pelo browser Firefox e pelo sistema operacional móvel Firefox OS, a discussão sobre acesso a conteúdos de forma patrocinada ou gratuita em dispositivos móveis (o chamado zero rating) é uma questão complexa sobre a qual ainda é difícil dizer se é ou não uma ameaça à neutralidade de rede. "É mais uma questão concorrencial, ainda que o impacto seja similar ao bloqueio (de conteúdos). É uma questão muito complicada, pois há muitos benefícios, mas há muitos riscos", disse a executiva em entrevista a este noticiário durante o Mobile World Congress, que acontece esta semana em Barcelona.

Notícias relacionadas
"Suspeito que do ponto de vista da FCC eles optem por não abordar esse assunto por enquanto e deverão tratar isso do ponto de vista da regulação concorrencial, ver como essas práticas podem estar afetando o pequeno desenvolvedor. Pelo menos espero que seja por aí", disse. A Mozilla apoia o caminho adotado pela FCC para estabelecer um ambiente regulatório para a Internet baseado no Title II. "Gostamos da decisão da FCC porque dá a ela a autoridade para regular. Gostamos desse aspecto. Em termos das regras em si, para nós é muito simples: gostamos da regra que impede o bloqueio e do fato de que não seja permitido o pagamento por priorização. O fato de o mercado (de Internet) móvel ter sido incluído nos parece o caminho correto. Mas ainda precisamos conhecer os detalhes da decisão".

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.