Rússia vai para a quarta geração com compartilhamento

As quatro maiores operadoras russas firmaram um acordo com a Yota para que ela seja a provedora de infraestutura LTE. A Yota tem planos de desenvolver o LTE em 180 cidades russas até 2014. Como parte do acordo, anunciado na última quinta-feira, 3, as quatro operadoras russas (VimpelCom, MegaFon, Mobile TeleSystems e a estatal Rostelecom) poderão comprar até 20% da Yota em 2014 a preço de mercado.
Analistas ouvidos pelo Financial Times disseram que com a colaboração em infraestrutura, a Rússia poderá ser um marco no desenvolvimento de uma rede nacional de LTE. Phillip Redman, vice-presidente de pesquisa do Gartner disse que a Suécia também tem uma abordagem colaborativa em relação a 4G, entretanto, na sua opinião, o amadurecimento da tecnologia vai acontecer um pouco depois de 2014. O Gartner prevê que em 2014 apenas 3% dos devices no mundo serão LTE.
A Yota opera em cinco cidades na Rússia e também na Nicarágua com tecnologia WiMax. A operadora já anunciou, entretanto, que abandonará a tecnologia em razão do maior comprometimento dos fabricantes de handsets com o LTE.

Notícias relacionadas

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.