Safernet e CGI preparam evento sobre Dia da Internet Segura no Brasil

Safernet Brasil, o Núcleo de Informação e Coordenação do Ponto BR (NIC.br) e o Comitê Gestor da Internet no Brasil (CGI.br) comemorarão na próxima terça, 8, o Dia da Internet Segura, com um evento cujo tema será "Juntos por uma Internet Mais Positiva". Esta é a décima quarta edição brasileira da atividade.

O evento, que será online, poderá ser assistido ao vivo pelo canal do NIC.br no YouTube. A programação do Safer Internet Day 2022 no país contará, ainda, com outras atividades durante a semana em diversos estados.

Durante o evento serão divulgados materiais e ações realizadas pelo NIC.br e CGI.br para promover o uso seguro, consciente e responsável da Internet. A Safernet Brasil divulgará os indicadores de 2021 dos próprios canais de denúncia e de ajuda, contextualizando a importância do debate sobre internet segura no país. A entidade recebe e processa denúncias de violações de direitos humanos na Internet e os encaminha ao MPF. Em 2021, os dados mostraram que em 2020 – primeiro ano de pandemia e medidas de distanciamento social – houve uma explosão de denúncias de pornografia infantil e outros crimes.

Notícias relacionadas

"Apesar do crescimento vertiginoso de denúncias em 2020, primeiro ano da pandemia, em 2021 alguns dos crimes monitorados pela Safernet continuaram registrando aumento, o que é preocupante", afirma Thiago Tavares, diretor-presidente da ONG.

Abertura

Após as apresentações dos realizadores, parceiros e patrocinadores, às 9h50, está programada a palestra de abertura com a convidada internacional Mizuko Ito, da Universidade da Califórnia e da Aliança da Aprendizagem Conectada (Connected Learning Alliance). Ela falará sobre "Bem-estar e tecnologias digitais: evidências sobre uso da Internet na adolescência".

Mizuko (Mimi) é antropóloga cultural e estuda novas práticas midiáticas nos EUA e Japão, e é referência mundial sobre aprendizado conectado. Ela desenvolve uma pesquisa sobre aprendizado conduzido pelos interesses do aluno. "A pandemia explicitou que, apesar de estarmos super conectados, não temos ainda uma cultura de uso crítico e seguro das tecnologias digitais. Assim como as famílias, as escolas também sentiram a urgência de superar o desafio do uso das tecnologias. Promover um uso ético e cidadão dessas ferramentas passa a ser cada vez mais fundamental para ampliar os benefícios dos meios digitais no processo de aprendizagem", afirma o diretor de Educação da SaferNet Brasil, Rodrigo Nejm.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.