Brasil encerra 2019 com 1,2 milhão de acessos em MVNOs

Foto: Pixabay

[Publicado no Mobile Time] O Brasil encerrou o ano passado com 1,2 milhão de acessos em operadoras móveis virtuais (MVNOs), de acordo com dados informados pela Anatel. Cabe destacar que nesse número não estão computadas as bases de MVNOs credenciadas que estão conectadas diretamente aos sistemas das operadoras, como é o caso da Brisanet, na rede da Vivo, e da T-Systems, na Claro, por exemplo.

Em comparação com dezembro de 2018, quando as MVNOs somavam 1,36 milhão de linhas em serviço, houve uma queda de 11,8%. Contudo, é importante destacar que essa redução foi impactada de maneira significativa pelo encerramento da operação da Porto Seguro Conecta. Em dezembro de 2018, essa companhia liderava o mercado brasileiro de MVNOs com 826 mil linhas ativas. Hoje, ela não tem mais nada e a maioria dos clientes foram absorvidos pela TIM, operadora cuja rede a Porto Seguro Conecta utilizava.

Notícias relacionadas

Se excluída a Porto Seguro da conta, o mercado brasileiro de MVNOs na verdade cresceu 125% em 2019. O maior player desse segmento agora é a Datora, cuja base passou de 398 mil para 533 mil, aumento de 34%. Em segundo lugar vem a J Safra Telecom, MVNO usada para as máquinas de POS do Banco Safra, cuja base saltou de 12 mil para 319 mil, um crescimento de mais de 20 vezes, o maior registrado no ano passado. A Surf, agregadora de MVNOs ligada à rede da TIM, aparece em terceiro lugar, também com um crescimento significativo de 62% em um ano, passando de 121 mil linhas em serviço para 318 mil.

Para 2020, a tendência é de que a base total volte a crescer, superando a saída da Porto Seguro Conecta. Pelo menos mais duas MVNOs autorizadas terão suas bases computadas nos números oficiais da Anatel: a NLT, operadora dedicada a aplicações de IoT, e a Telecall, agregadora de MVNOs conectada à rede da Vivo.

O desenvolvimento do mercado brasileiro de MVNOs será tema de painel na 3ª edição do Fórum de Operadoras Inovadoras (antigo Fórum de Operadoras Alternativas), que acontecerá no dia 30 de março, no WTC, em São Paulo, evento organizado por Mobile Time e Teletime. Já estão confirmadas as participações de André Martins, CEO da NLT; Bruno Ajuz, vice-presidente de marketing da Telecall; Marcos Oliveira Jr., CEO da Fluke, operadora móvel virtual focada no público universitário; e Ronaldo Yoshida, diretor de estratégia e novos negócios da Dry, empresa que administra MVNOs de diversos clubes do futebol brasileiro. O banco Safra também confirmou participação, mas ainda não decidiu quem vai representá-lo. Para mais informações e compra de ingressos, acesse www.operadorasinovadoras.com.br, ou ligue para 11-3138-4619, ou escreva para eventos@mobiletime.com.br

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.