Samsung avalia que 2016 será um ano muito difícil para a companhia em todo o mundo

A Samsung Electronics, gigante sul-coreana cuja linha de produtos varia de smartphones e semicondutores a máquinas de lavar louça e refrigeradores, projeta um cenário de negócios desafiador neste ano, devido principalmente à fraca demanda global.

O prognóstico foi feito pelo CEO Kwon Oh-hyun durante seu discurso de Ano Novo para cerca de 500 funcionários da unidade de pesquisa e desenvolvimento (P&D). O executivo evitou fazer previsões específicas, mas disse esperar que "o crescimento lento continuará" neste ano, bem como os riscos financeiros nos chamados mercados emergentes, além de outras incertezas, de acordo com uma declaração fornecida pela Samsung que confirma os comentários de Kwon, segundo o jornal USA Today.

Kwon expressou preocupação principalmente em relação à queda da demanda por smartphones, TVs e chips de memória — três das principais linhas de negócios da Samsung — e também com o aumento da concorrência nesses setores, que na opinião dele "vai se intensificar." Ele também pediu que os funcionários da Samsung busquem inovar em tecnologia financeira, tecnologia móvel para área de saúde e outras áreas de convergência.

Em outubro, a Samsung informou que a receita do terceiro trimestre fiscal aumentou 9% ano sobre ano, para US$ 43,4 bilhões, enquanto o lucro líquido subiu 29% para US$ 4,6 bilhões. Para o quarto trimestre fiscal, a consultoria Korea Investment reduziu a estimativa de lucro operacional da Samsung para US$ 5,41 bilhões.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.