País perde 12 milhões de celulares pré-pagos desde abril

A base de celulares pré-pagos recuou mais de 2,2 milhões em outubro, enquanto o número de pós-pagos cresceu apenas 124,8 mil linhas no mês. Com isso, o volume total de celulares habilitados caiu para 273,8 milhões, ante as 275,8 milhões existentes em setembro. Desde abril deste ano, o número de linhas pré-pagas desabilitadas passou de 12 milhões.

As operadoras Claro, Algar, Oi e TIM perderam clientes, mas apenas o grupo mexicano e o italiano perderam participação no mercado. A Vivo manteve sua base e ampliou sua participação de 28,78% para 29,01% entre setembro e outubro. A TIM manteve a segunda colocação, mas recuou de 26,31% para 26,26% e a Claro, em terceiro lugar, caiu de 25,50% para 25,22%. A Oi se manteve no quinto lugar, com leve melhora, de 17,93% para 17,98% no período.

Em relação à tecnologia, as linhas em GSM recuaram em mais de 3 milhões, enquanto as habilitações na 4G avançaram em 2,2 milhões. As linhas 3G recuaram cerca de 1 milhão. Os números dos celulares foram divulgados nesta quinta-feira, 3, pela Anatel.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.