Aliança da Nortel com a IBM começa a dar frutos no Brasil

A aliança da Nortel com a IBM para sistemas de comunicações unificadas (ou unified communications) começa a dar os primeiros frutos no Brasil e América Latina. A meta da companhia é abordar primeiro os clientes que tenham algum recurso computacional da IBM. ?No Brasil, pelo menos 50% da nossa base tem algum recurso da IBM?, diz o presidente da Nortel Brasil, Juan Chico. Segundo José Flores, diretor de contas da região CALA, mundialmente essa porcentagem chega a 70%.
Uma pesquisa da In-Stat aponta que o mercado total de produtos de unified communications deve chegar a US$ 22,6 bilhões mundialmente em 2007 e crescer para US$ 48,7 bilhões até 2012.
O conceito de comunicações unificadas permite aos usuários a integração de seus recursos de computação e comunicação como voz, e-mail, videoconferência, entre outros, em uma única plataforma ou plataformas integradas. A aliança da Nortel com a IBM foi celebrada em 2005 quando as empresas iniciaram o desenvolvimento de produtos. ?A IBM traz os servidores, soluções de gerenciamento de texto como o Lotus Notes e Sametime, além de sua rede de mais de 50 mil parceiros mundialmente. A Nortel integra o mundo da comunicação VoIP, mobilidade e redes?, explica Chico.

Notícias relacionadas
A linha de produtos inclui servidores IBM com Lotus Notes e mensagens instantâneas; sistema de comunicação para contact center; dados e vídeo unificado; sistemas de midleware; otimização de redes e serviços. Um dos produtos do portfolio é o Nortel Multimedia Client para IBM Lotus Notes que provê comunicações corporativas com funcionalidades multimídia. A segunda fase da aliança prevê a integração do Sametime da IBM para mensagem instantâneas dentro do sistema de chamadas telefônicas, e em 2009 os produtos serão associados aos webservices da IBM, informa Fábio Munechika, gerente de engenharia Nortel Brasil.
Segundo Rita D?Andrea, diretora de vendas para o mercado corporativo, no Brasil a Nortel já conta com projetos piloto na área financeira, manufatura e educação, além das operadoras que têm interesse em oferecer hospedagem para serviços de comunicação unificada às pequenas e médias empresas. "As vendas devem começar forte em 2008?, prevê a executiva.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.