Publicidade
Início Newsletter Nubank vê telecom como eventual novo mercado

Nubank vê telecom como eventual novo mercado

Ao iniciar o processo de abertura de capital (IPO) na Bolsa de Nova York, o Nubank revelou ver o setor de telecomunicações como uma possível área de atuação para a fintech no futuro.

O tema foi abordado em prospecto preliminar protocolado na Comissão de Valores Mobiliários dos EUA (SEC) no último dia 1°. O ingresso do Nubank em novas geografias e em chamados “setores adjacentes” foi destacado em meio ao plano de expansão da empresa.

“Acreditamos em uma oportunidade significativa de trazer os efeitos de nosso modelo para setores adjacentes, onde podemos causar disrupção em modelos legados e fornecer valor adicional para nossos clientes existentes e novos. Por exemplo, acreditamos que existem oportunidades semelhantes para simplificar a vida diária de nossos clientes ao ‘disruptar’ (sic) os modelos existentes em setores como comércio eletrônico, saúde e telecomunicações”.

Notícias relacionadas

No documento, o banco digital revelou uma base de 48,1 milhões de clientes ao final do terceiro trimestre de 2021, sendo 35,3 milhões de usuários mensais ativos. Vale lembrar que a empresa intermedia a realização de recargas para usuários móveis pré-pagos das teles.

Dependência

A dependência do modelo de negócios do Nubank frente às redes de telecomunicações ainda foi listada como um dos fatores de risco para a operação (bem como a relação com outros fornecedores de TI, sistemas e hospedagem). A própria capacidade de crescer da fintech teria seria afetada pela maturidade da infraestrutura doméstica, segundo a empresa.

“O crescimento é limitado por infraestrutura inadequada, incluindo potencial escassez de energia e deficiências nos setores de transporte, logística e telecomunicações, greves gerais, falta de mão de obra qualificada e falta de investimentos privados nessas áreas, o que limita a produtividade e a eficiência”, declarou a fintech.

Recursos

O Nubank planeja vender cerca de 289 milhões de ações ordinárias no IPO, podendo levantar até US$ 3,6 bilhões ao longo do processo. Segundo o prospecto, os recursos líquidos serão direcionados para capital de giro, despesas operacionais, de capital, investimentos e potenciais aquisições. Em paralelo, a empresa também protocolou prospecto preliminar para a oferta de Brazilian Depositary Receipts (BDRs) na B3.

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Sair da versão mobile