VOD corresponde a 36% do tempo gasto com vídeo no Brasil

O brasileiro passa 36% do tempo diário destinado ao consumo de vídeos assistindo a conteúdos sob demanda. O dado consta na nova edição anual do estudo TV & Media – produzido pelo ConsumerLab, área da Ericsson que estuda o comportamento dos usuários. O estudo aponta que o formato de transmissão sob demanda fez com que os consumidores mudassem seus hábitos de consumo de vídeo. Os usuários agora passam seis horas por semana assistindo à transmissão de TV, séries, programas e filmes sob demanda – o dobro do registrado em 2011. Porém, quando os conteúdos gravados ou baixados são adicionados a essa conta, a porcentagem chega a 35% no mundo. No Brasil, portanto, o consumo de VOD está acima da média global.

O estudo apresenta os pontos de vista e hábitos de 680 milhões de consumidores e mostra que os serviços de vídeo sob demanda estão atendendo as necessidades dos espectadores atuais.

Outros resultados levantados pelo estudo destacam o crescimento do consumo de vídeo em dispositivos móveis. Hoje, 61% dos entrevistados usam seus smartphones para esse tipo de conteúdo – um aumento de 71% desde 2012. Os adolescentes são a faixa etária que mais representa essa tendência: dois terços do tempo que os adolescentes passam assistindo TV e vídeos são gastos em tablets, notebooks e smartphones.

O relatório aponta ainda que a TV tradicional ainda é importante. Sua popularidade continua alta, principalmente devido ao acesso que ela dá para a visualização de conteúdo premium e ao vivo, como esportes, além de seu valor social.

No entanto, 66% dos consumidores brasileiros dizem que não conseguem encontrar nada para assistir na programação diária da sua TV tradicional. Essa sensação de descontentamento, segundo o relatório, é uma das causas apontadas para o crescimento do consumo de vídeos sob demanda.

O estudo aponta ainda uma tendência de consumidores "cord-nevers", sendo que 22% dos entrevistados que nunca tiveram uma assinatura de TV paga já estão pagando por serviços de conteúdo over-the-top (OTT).

Binge watching

Assistir a vários episódios de uma série ou um programa em sequência tornou-se parte fundamental da experiência de TV e vídeo. Esse hábito se destaca entre usuários de plataformas de assinatura de vídeos sob demanda (da sigla em inglês, S-VOD), como Netflix, Amazon Prime e HBO. De acordo com o estudo, 87% dos usuários entrevistados assistem a vários episódios em sequência pelo menos uma vez por semana.

Gerado pelos usuários

As plataformas de conteúdos gerados pelos próprios usuários (da sigla em inglês, UGC) também cresceram. Aproximadamente um em cada 10 consumidores assiste ao YouTube por mais de três horas por dia, e um em cada três agora considera muito importante poder assistir esse tipo de vídeo em sua própria TV. Além disso, o estudo constata que a crescente importância dessas plataformas, como o YouTube, resultou em um aumento da popularidade de vídeos educativos e instrutivos, que atingiram uma média de 73 minutos de visualização por semana.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.