Projeto de 5G promete 100 vezes mais conexões

Mais um grupo dedicado a desenvolver tecnologias e padrões para a quinta geração de redes móveis, o projeto 5GNow anunciou nesta segunda-feira, 3, ter completado o projeto de estudos iniciado em 2012. Entre os desenvolvimentos está a capacidade de conectar a uma rede cem vezes mais dispositivos do que nas tecnologias atuais, trazendo um tempo de reação (latência) 50 vezes mais rápido, segundo alega a Alcatel-Lucent, uma das participantes do projeto.

O projeto 5GNow pretende substituir a interface aérea mais popular atual, que usa multiplexação com divisão de frequência ortogonal (OFDM), como é a base do LTE e LTE-Advanced. Segundo explica a entidade, isso permite grande capacidade, mas requer muita sinalização, o que torna a transmissão menos eficiente. A proposta é modificar a OFDM com filtragem adaptada e processamento avançado de sinal, permitindo o aumento de dispositivos atendidos ao mesmo tempo e diminuição do tempo de resposta.  Daí o nome da iniciativa: 5th Generation Non-Orthogonal Waveforms for Asynchronous Signalling (quinta geração de ondas não ortogonais para sinalização assíncrona).

Os resultados principais do projeto serão apresentados no próximo workshop de 5G do grupo de padronização 3GPP em setembro. Além disso, as técnicas deverão ser implantadas e expandidas no projeto Fantastic-5G, que pretende estabelecer um amplo ecossistema e acelerar a comercialização e é formado por 16 entidades da área de telecom, entre provedores de serviço (Orange, Telecom Italia), fornecedores (Alcatel-Lucent, Huawei, Intel, Nokia, Samsung, Sequans Communications e Wings ICT Solutions), universidades e institutos de pesquisa da Europa.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.