Mercado de conexões M2M valerá US$ 35 bilhões em 2020

O tamanho do mercado global de conexões machine-to-machine (M2M) crescerá a uma média de 11,57% nos próximos cinco anos, e alcançará US$ 35,16 bilhões de valor de mercado em 2020.

A empresa de pesquisa de mercado Markets and Markets aponta a migração mundial do 3G para o 4G, novas regulações governamentais e padronização do IPv6 como alguns dos motivos para o crescimento do setor.

No final de 2014, o M2M era avaliado em US$ 17,8 bilhões.

A região das Américas é a mais comprometida com a tecnologia atualmente. Esse mercado vale US$ 5,9 bilhões no continente e deve crescer a uma média de 12,29% entre 2015 e 2020. No entanto, a região Ásia-Pacífico deve ultrapassar essa investida até 2020.

Com a tecnologia baseada em conexões a cabo e wireless, a tecnologia do M2M que deve mais crescer é o ZigBee, devido à demanda do setor de utilities. Em 2014, o Wi-Fi liderava as iniciativas das conexões machine-to-machine com 48% do share. Em seguida aparecem ZigBee, Bluetooth, 2G, 3G e 4G.

O 2G possui a principal fatia entre as conexões de tecnologia celular, mas isso deve mudar. Para a Markets and Markets, as operadoras de telecomunicações deverão fechar os serviços nos próximos anos. Por outro lado, o 4G crescerá em especial pela sua velocidade de acesso, estabilidade e melhor segurança.

Dentre os setores que mais devem consumir M2M estão as indústrias de automóveis e segurança. Outras áreas como saúde, utilities e varejo também devem investir mais nas novas tecnologias.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.