Recuo na fabricação de celulares impacta negativamente na produção industrial de maio

Em queda livre, a fabricação local de aparelhos celulares no Brasil contribuiu para negativar a participação da indústria de eletroeletrônicos na pesquisa industrial mensal, divulgada nesta terça-feira, 3, pelo IBGE.

Notícias relacionadas
Segundo o relatório, a produção de celulares caiu 37,1% entre abril e maio deste ano, ajudando a derrubar o índice total do setor eletroeletrônico, que teve um recuo 10,9% no período. Já o segmento de aparelhos de comunicação em geral, que inclui outros aparelhos além dos celulares, teve redução de 24,3% na comparação anual entre maio de 2012 e maio de 2011.

Considerando todos os 27 setores pesquisados, a produção industrial caiu 0,9% entre abril e maio deste ano, com 14 segmentos analisados apresentando números negativos. No período entre janeiro e maio, o índice despencou 3,4% na comparação com o mesmo período do ano anterior.

Os principais responsáveis pelo decesso do índice que mede a produção industrial foram os setores de veículos automotores, onde houve recuo de 4,5%, e de alimentos, no qual a queda foi de 3,4%, ambos na comparação com abril deste ano. Embora a desaceleração nestes setores seja percentualmente menor, eles tiveram maior impacto para a negativação do índice pela relevância econômica e, no caso da indústria automobilística, também por uma interrupção de uma sequência de taxas positivas nos três meses anteriores.

Contratações

Em paralelo com os níveis baixos de produção na indústria de eletroeletrônicos, as contratações neste segmento também caíram. De acordo com levantamento realizado pela Abinee, de janeiro a maio deste ano, foram abertas 1,6 mil novas vagas na indústria de eletroeletrônicos, o que representa uma retração de 63% em relação ao volume de pessoas contratadas pelo segmento no mesmo período do ano passado. À época, foram efetuadas 4,33 ml contratações, segundo a entidade que representa os fabricantes de equipamentos eletroeletrônicos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.