Publicidade
Início Newsletter Brisanet entra com pedido de abertura de capital

Brisanet entra com pedido de abertura de capital

José Roberto Nogueira, fundador da BrisaNet. Foto: Marcelo Kahn

Sem muita surpresa para o mercado, o esperado movimento de abertura de capital da provedora de pequeno porte Brisanet aconteceu na noite da quarta-feira, 2. A companhia entrou com o pedido da Oferta Pública de Ações (OPA) na Comissão de Valores Mobiliários em conjunto com o Banco Santander, que atua como coordenador líder; a XP Investimentos, como agente estabilizador; e o BTG e a UBS como coordenadores da oferta. 

Além da OPA no mercado brasileiro, a Brisanet afirma que fará “esforços” junto com os bancos para colocação das ações na comissão de valores dos Estados Unidos, a Securities Exchange Comission (SEC). 

O preço por ação será fixado após a conclusão do procedimento de coleta de informações de investimento junto a investidores institucionais no Brasil, o que será aferido pelos bancos que assessoram a PPP. Investidores não institucionais não participarão desse procedimento de Bookbuilding. 

Notícias relacionadas

Estrutura

A Brisanet é um dos principais players entre os PPPs no Brasil, investindo fortemente em fibra óptica, especialmente na região Nordeste. A companhia conta com aproximadamente 697 mil acessos, de um total de 2,9 milhões de homes-passed. A operadora ainda tem a controlada Agility Telecom, que conta com 140 mil acessos e 0,5 milhão de HPs. 

A infraestrutura conta com 14,4 mil km de backbone, 150 data centers próprios e 35,1 mil km de rede de fibra até a residência (FTTH). 

A receita operacional líquida da Brisanet em 2020 foi de R$ 472 milhões, com taxa de crescimento anual composta (CAGR) de 48,2%. O lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (EBITDA) da empresa no período foi de R$ 179 milhões. 

Recentemente, a companhia teve aprovado projeto de emissão de R$ 500 milhões em debêntures incentivadas para financiamento de rede óptica, além de infraestrutura para rede móvel. O CEO da provedora, José Roberto Nogueira, já adiantou várias vezes que a empresa tem forte interesse no leilão do 5G, com foco especial em acesso móvel pelo celular para usuários, de forma complementar ao FTTH.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Sair da versão mobile