IEEE suspende restrições à Huawei

Huawei

O Institute of Electrical and Electronic Engineers (IEEE) anunciou a suspensão das restrições impostas pela associação de profissionais contra a Huawei e afiliadas. A decisão ocorreu após o Departamento de Comércio dos EUA esclarecer que o controle sobre as exportações da chinesa no país não afeta atividades como a revisão por pares (peer review) em trabalhos de pesquisa. Com a reversão do banimento, a Huawei e seus funcionários ficam livres para enviar trabalhos, participar de conferências e de outras atividades públicas do IEEE.

Segundo o IEEE, a "restritiva" abordagem inicial foi tomada "unicamente pelo nosso desejo de proteger nossos voluntários e nossos membros do risco legal". "Com o esclarecimento recebido, esse risco foi resolvido. Com base nas novas informações, os funcionários da Huawei e suas afiliadas podem participar como revisores e editores em nosso processo de publicação. Todos os membros do IEEE, independentemente do empregador, podem continuar a participar de todas as atividades do IEEE", afirmou a entidade em comunicado emitido neste domingo, 2.

Apesar de ainda não ter apresentado provas concretas contra a Huawei e afiliadas, o Departamento do Comércio dos EUA as incluiu em uma Lista de Entidades cujos negócios com empresas norte-americanas precisam ser aprovados previamente pelo governo. Adicionalmente, uma ordem executiva assinada pelo presidente norte-americano Donald Trump proibiu a compra e o uso de tecnologia ligada com "adversários estrangeiros". Além de afetar parcerias comerciais da Huawei, a ofensiva também resultou em restrições temporárias de participação da fornecedora na Wi-Fi Alliance e na SD Association. A fornecedora chinesa afirma ser inocente e também processa o governo dos EUA.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.