Vivo prepara redes privativas 5G para segmento agroindustrial

A Vivo está preparando uma nova solução de redes privativas para o segmento agroindustrial baseada na tecnologia 5G e voltada para missões críticas, revelou a empresa nesta segunda-feira, 3.

A informação foi fornecida pelo gerente de inovação e novos negócios B2B da operadora, Antonio Cesar Silva Santos, durante evento online do portal Tele.Síntese. "A tecnologia 5G acaba se encaixando muito melhor na cobertura de localizações específicas, como parte indústria do agrobusiness, que tem aplicações mais voltadas para missão crítica", apontou Santos.

"Se comparamos [as frequências de] 3,5 e 26 GHz onde o 5G deve se destacar versus o 700 MHz, que é mais propício para alta cobertura, o 3,5 GHz vai ter diferencial de ser de altamente veloz e muito concentrado. Isso gera uma oportunidade que estamos desenvolvendo e que deve ser publicada nos próximos dias ou semanas, de redes privativas usando tecnologia 5G voltada para missão crítica do setor agroindustrial", completou o executivo.

Notícias relacionadas

Vale lembrar que as faixas de 3,5 GHz e 26 GHz são objeto do leilão de 5G previsto para o segundo semestre. Já o 700 MHz (que também tem uma porção a ser leiloada para pequenos provedores no mesmo leilão) tem amparado boa parte dos projetos de ampliação da cobertura de telecom no campo.

O atendimento pleno da demanda B2B, contudo, dependerá de ambas as tecnologias e tanto de bandas altas quanto baixas. Segundo Santos, a combinação de redes públicas com privativas e do 4G com o 5G que fornecerá a flexibilidade necessária para atendimento das diferentes demandas do mercado.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

I accept the Privacy Policy

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.