Em Minas, provedores podem ter liberação temporária de pagamento por postes

Foto: Pixabay

Um projeto de lei aprovado nesta última quinta-feira, 2, pela Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG) pode liberar temporariamente os provedores de Internet sediados no estado de pagarem a distribuidora de energia Cemig pelo uso de postes para redes aéreas. A proposta de autoria do deputado estadual Alencar da Silveira Jr. (PDT) foi enviada para sanção do governador do estado, Romeu Zema (Novo).

O texto em questão versa sobre a adoção de uma série de medidas para o enfrentamento do estado de calamidade pública decorrente da pandemia do novo coronavírus (covid-19). Entre elas, a possibilidade do governo mineiro avaliar "a suspensão temporária de cobranças relativas à utilização da infraestrutura de postes e demais equipamentos do Estado para os provedores de Internet sediados no Estado".

Notícias relacionadas

Segundo a Associação Nacional de Operadores de Telecomunicações e Provedores de Internet (Abramulti), a inclusão do artigo atendeu um pleito da própria entidade, que espera urgência na sanção do projeto. Uma vez promulgado, tratativas posteriores definiriam os moldes da isenção. A Abramulti também afirma que vai apoiar medidas de teor semelhante em outros estados do País.

Cemig

Procurada, a Cemig afirmou a este noticiário que já tem conhecimento do projeto, mas que ainda não tem um posicionamento definitivo sobre o caso. "Devido às questões de regulação federal do setor elétrico, estamos avaliando detalhadamente a questão juntamente com Aneel e Anatel", afirmou a empresa.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.