Exportações caem e déficit da balança comercial de eletroeletrônicos aumenta em fevereiro

As exportações brasileiras de produtos eletroeletrônicos caíram 3,2% em fevereiro no comparativo anual, acumulando US$ 406 milhões. Comparado ao mês imediatamente anterior (janeiro), houve um aumento de 16,3%. De acordo com o levantamento da Associação Brasileira da Indústria Elétrica e Eletrônica (Abinee) divulgado nesta segunda-feira, 3, isso acabou resultando em um aumento do déficit da balança comercial brasileira, uma vez que as importações aumentaram no mesmo período. No acumulado de janeiro-fevereiro, o déficit comercial dos produtos eletroeletrônicos totalizou US$ 3,75 bilhões, um aumento de 34%.

Apesar do desempenho negativo da indústria, os equipamentos de telecomunicações mostraram um aumento de 37,7% na amostra mensal de fevereiro, totalizando US$ 19 milhões – segundo a entidade, as estações radiobase (ERBs) tiveram um aumento de 159% no período. No comparativo mensal, o setor aumentou em 16,3% em relação a janeiro.

Notícias relacionadas

Combinando os dois primeiros meses do ano, as exportações de eletroeletrônicos caíram 8%, totalizando US$ 755,3 milhões. Os equipamentos de telecomunicações avançaram em 43,8%, totalizando US$ 35,4 milhões. Novamente, as ERBs foram um dos destaques, com crescimento de 203% no período e totalizando US$ 22 milhões.

Importações

As importações da indústria elétrica e eletrônica cresceram 10% em fevereiro, totalizando US$ 1,96 bilhão. A área de telecomunicações aumentou em 5,7% as compras, totalizando US$ 140,6 milhões. No comparativo em relação a janeiro, o total do setor foi reduzido em 22,8%, enquanto o de telecom regrediu 20,2%.

Considerando a soma de janeiro e fevereiro, o total foi de US$ 4,506 bilhões, um avanço de 24,7%. Os equipamentos de telecomunicações aumentaram em 24,6% e somaram US$ 316,8 milhões. Dentre os produtos mais importados, os componentes de telecomunicações (US$ 715 milhões, aumento de 29%) e aparelhos celulares (US$ 114 milhões, avanço de 83%).

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.