Anatel aprova entrada da Ericsson no capital da Diveo

O Conselho Diretor da Anatel, em reunião realizada na quarta, 2, deu parecer favorável em instrução ao Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) a alteração societária que coloca o grupo Ericsson na composição acionária da Diveo, operadora de serviços privados de banda larga com presença em vários países, inclusive o Brasil. A mudança ocorreu no ano passado em âmbito internacional, com a assunção de 5% do capital social da Diveo Broadband Networks pela Ericsson Credit AB, empresa destinada ao financiamento de equipamentos fornecidos pelo grupo sueco. A operação foi feita em função da troca de valor devido em financiamento por participação societária na Diveo.
Como as regras de defesa econômica nacionais determinam que qualquer troca acionária envolvendo companhias com faturamento anual superior a R$ 400 milhões (caso da Ericsson do Brasil) devam passar pelo crivo do Cade, as filiais nacionais das duas empresas tiveram de submeter a mudança ao órgão, que por sua vez, encaminhou pedido de instrução à Anatel.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.