TIM quer participar de pilotos de 5G standalone com MCom, Agricultura e Infraestrutura

O presidente da TIM, Pietro Labriola, colocou a operadora à disposição do Ministério das Comunicações para iniciar os pilotos com a tecnologia 5G standalone mencionados pelo ministro Fábio Faria na semana passada. O executivo manifestou a intenção ao compartilhar em rede social na terça-feira, 2, matéria do TELETIME. Na quarta, 3, Faria declarou que colocará as equipes técnicas da própria pasta, além dos Ministérios da Agricultura e da Infraestrutura para "ajustar os detalhes" com a operadora.

Labriola afirmou em um post no Linkedin que a TIM "já está à disposição do Ministério das Comunicações para iniciar os 20 pilotos da tecnologia 5G standalone em conjunto com outros ministérios, como Agricultura e Infraestrutura". O executivo continuou explicando que os pilotos antes do leilão são "muito importantes para que sejam tangibilizadas (sic) as inúmeras possibilidades de aplicabilidade e transformação" da tecnologia 5G.

O ministro comemorou, acentuando que isso "concretiza o 5G standalone já em 2021", ainda que não sejam redes comerciais de larga escala. As primeiras utilizando a faixa de 3,5 GHz estão previstas nas capitais para o final de julho de 2022. 

Notícias relacionadas

Fábio Faria mencionou, entre as aplicações do 5G, a indústria 4.0, o agronegócio e pesquisas com o CPQD. E prometeu colocar as equipes técnicas dos outros ministérios para "ajustar os detalhes com a TIM". Não significa que seja a única operadora a participar do projeto, naturalmente. Vale lembrar que a tele era a única das grandes operadoras – e possíveis proponentes dos blocos nacionais do leilão – a aceitar sem ressalvas a exigência do Release 16 no edital. 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.