Huawei e Samsung lideram registro global de patentes em 2020

A chinesa Huawei e a sul-coreana Samsung lideraram os pedidos de patentes internacionais realizados em 2020 através do Tratado de Cooperação de Patentes (PCT, na sigla em inglês). As informações fazem parte de balanço publicado pela Organização Mundial da Propriedade Intelectual (WIPO).

Ao longo do ano passado, as aplicações em todo o mundo cresceram 4%, atingindo 275,9 mil pedidos. O volume é o maior já calculado pela WIPO, apesar do cenário de pandemia de covid-19 e de retração de 3,5% na economia global em 2020.

China (68,7 mil registros), EUA (59,2 mil) e Japão (50,5 mil) lideram o ranking de patentes. O Brasil, por sua vez, ficou na 27ª colocação: foram 697 aplicações PCT no ano passado, em alta anual de 8,4%.

Notícias relacionadas

Empresas

Do total, 5.464 pedidos foram protocolados pela Huawei. Este é o quarto ano consecutivo que a fornecedora chinesa ocupa o primeiro lugar do ranking. Em comunicado, a companhia relacionou o resultado à corrida global pelo 5G e aos investimentos de 10% da receita em pesquisa e desenvolvimento (P&D).

A Samsung registrou 3.093 aplicações, passando do terceiro lugar em 2019 para o segundo no ano passado. A japonesa Mitsubshi (2.810 pedidos), a sul-coreana LG (2.759) e a norte-americana Qualcomm (2.173) completam o top 5.

A sueca Ericsson foi a sexta maior solicitante (com 1.989 pedidos de patentes); a chinesa ZTE, a 16ª. Já a japonesa NEC, a norte-americana Intel e a finlandesa Nokia ficaram em 20ª, 37ª e 39ª, respectivamente.

Tecnologias

Do total de aplicações globais, 6.422 envolviam elementos de telecomunicações, em crescimento de 9,9% frente a 2019. A área representou 2,4% de todos os pedidos protocolados.

Os segmentos com maior volume de patentes foram tecnologia computacional (9,4% do total) e comunicações digitais (8,3%). Já a indústria de semicondutores concentrou 3,4% das aplicações, enquanto a área ótica totalizou 3,2%.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.